As bibliotecas e arquivos de artes oferecem ao pesquisador da área diversas fontes de informação importantes. Vejam, a seguir, algumas dessas fontes. No final da página estão os links para as instituições que possuem os documentos ou dão acesso aos serviços aqui mencionados.

BASES DE DADOS

Benezit Dictionary of Arts

Obra de referência em formato eletrônico, versão atualizada da última edição do Dictionnaire critique et documentaire des peintres, sculpteurs, dessinateurs et graveurs de tous les temps et de tous les pays / par un groupe d’écrivains spécialistes français et étrangers. Traz mais de 170.000 entradas com informações biográficas sobre artistas e mais de 11.000 imagens de assinaturas e monogramas de artistas.

Serviço pago, de acesso fechado. Pode ser consultado localmente na Biblioteca Walter Wey, da Pinacoteca do Estado, no seguinte endereço: http://www.oxfordartonline.com/public/book/oao_benz

As bibliotecas da Escola de Comunicações e Artes e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP têm, em seus acervos, versões impressas de 1948, em francês.

Enciclopédia Itaú Cultural

Enciclopédia de Arte e Cultura Brasileira onde você pode pesquisar e navegar por conteúdos de artes visuais, dança, música, cinema, teatro e literatura. São mais de 5.600 verbetes, divididos entre biografias, comentários críticos e análises históricas de pessoas, grupos, instituições, eventos e obras, além de definições sobre termos e conceitos.

http://enciclopedia.itaucultural.org.br/

JSTOR

Base de dados multidisciplinar, que indexa revistas da área de arte, arquitetura, cinema, música e outras.  

Serviço pago, de acesso fechado. Pode ser acessado livremente, inclusive para download de artigos, em qualquer uma das bibliotecas da Universidade de São Paulo, no seguinte endereço:http://www.sibi.usp.br/bases-dados/. Também está disponível no Portal CAPES, acessível pelas bibliotecas das universidades federais.

MUSE

Base de dados multidisciplinar, que indexa revistas da área de arte, entre outras..  

Serviço pago, de acesso fechado. Pode ser acessado livremente, inclusive para download de artigos, em qualquer uma das bibliotecas da Universidade de São Paulo, no seguinte endereço:http://www.sibi.usp.br/bases-dados/. Também está disponível no Portal CAPES, acessível pelas bibliotecas das universidades federais.

 

BIBLIOTECAS DIGITAIS DE IMAGENS

As imagens de obras de arte ou qualquer outro tipo de imagens ligadas ao universo da documentação das artes são fontes de informação importantes tanto para o pesquisador quanto para qualquer pessoa interessada em artes. Atualmente há grandes acervos de imagens digitais disponíveis na web de forma gratuita. Alguns deles:

Agence Photo – Réunion des Musées Nationaux – Reúne imagens de diversos museus franceses. São 800.000 imagens, aproximadamente, dos mais importantes museus da França, incluindo o Louvre, o Orsay e o Centro Pompidou. Alguns museus de outros países, como a National Gallery de Londres e o  Metropolitan Museum of Art, de New York também fazem parte.

Arquigrafia –  Plataforma colaborativa para difusão online de imagens de arquitetura brasileira, todas licenciadas pelo Creative Commons e  provenientes de duas fontes: o acervo da Biblioteca da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USPe imagens criadas pela comunidade de estudantes, arquitetos, pesquisadores e público interessado em fotografia de arquitetura de forma geral. Qualquer pessoa pode se cadastrar e subir imagens de sua autoria no Arquigrafia, respeitando o escopo de projeto e a política de licenciamento.  Projeto de pesquisa desenvolvido na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Acervo de Fotografia do Instituto Moreira Salles

Compreendendo​ a necessidade de formação e preservação de acervos de fotografia no Brasil, o IMS passou a atuar sistematicamente, a partir de 1995, na estruturação de seu acervo fotográfico,  particularmente no âmbito da memória e da história do país.

Estão disponíveis cerca de 30 mil imagens para pesquisas online. É possível realizar buscas, cadastrar-se para salvar  ou enviar a seleção de imagens. Na base de dados a visualização das imagens é de até 200% de ampliação. 

Artsy – Images de arte,  arquitetura e design, incluindo a maior base de dados online de arte contemporânea.

Brasiliana Fotográfica Digital

A Brasiliana Fotográfica é o resultado da parceria entre a Fundação Biblioteca Nacional e o Instituto Moreira Salles a fim de dar visibilidade, fomentar o debate e a reflexão sobre os acervos fotográficos enquanto patrimônio digital a ser preservado e como fonte primária de informação.

Cerca de 4.500 fotografias estão disponíveis com o apoio de instituições parceiras como o Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, Fiocruz, Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, Leibniz-Institut fuer Laenderkunde, Leipzig e Museu da República.

Para vincularem-se ao projeto, as instituições interessadas e detentoras de acervos originais de documentos fotográficos referentes ao Brasil, poderão entrar em contato pelo e-mail  brasilianafotografica@bn.gov.br .

Getty Collection – Milhares de imagens de arte de alta qualidade, disponíveis em acesso aberto, para download gratuito.

The New York Public Library Digital Collection – Ainda que seja uma coleção geral, não especializada em imagens de arte, a Biblioteca Pùblica de New York coloca à disposição do público expressivo acervo na área.

Via – Visual Information Access – Catálogo online desenvolvido pela Universidade de Harvard, reunindo repositórios de diversas instituições e incluindo imagens de pintura, escultura, desenho, gravura, arquitetura, artes decorativas etc.

Web Gallery of Art – Museu virtual da arte européia, do século 8 ao 19.

 

PORTAIS

New York Art Resources Consortium (NYARC)

O New York Art Resources Consortium (NYARC) é formado pelas bibliotecas de pesquisa de três museus de arte líderes da cidade de Nova York: The Brooklyn Museum, The Frick Collection e The Museum of Modern Art. Com o financiamento da Fundação Andrew W. Mellon, o NYARC foi formado em 2006. NYARC Discovery é uma ferramenta de pesquisa que permite aos usuários buscar simultaneamente as coleções locais, eletrônicas e digitais das bibliotecas da NYARC, bem como recursos acadêmicos que estão disponíveis gratuitamente online. Além de fornecer acesso aos mais de 1 milhão de recursos na Arcade, o catálogo on-line da NYARC, o sistema também aponta para artigos de revistas on-line, livros digitalizados e materiais de pesquisa de arte digital nascidos da crescente coleção de arquivos da web do consórcio. É uma plataforma poderosa que permite aos estudiosos localizar materiais em uma ampla gama de formatos em uma única pesquisa.

Getty Research Portal

Plataforma gratuita que dá acesso a uma vasta coleção de textos digitalizados sobre história da arte produzidos em instituições no mundo todo, entre as quais: Avery Architectural & Fine Arts Library da Columbia University, Biblioteca de la Universidad de Málaga, Frick Art Reference Library,  Heidelberg University Library,  Institut national d’histoire de l’art,  Thomas J. Watson Library do the Metropolitan Museum of Art. Inclui material de arte, arquitetura, cultura material e assuntos correlatos.

ACERVOS FÍSICOS

Catalogues Raisonées

Um “catalogue raisonné” é uma relação completa, sistemática e anotada de todas as obras conhecidas de um determinado artista. Contém informações detalhadas sobre cada obra, que podem incluir:  título e variações; dimensões; data de criação da obra; meio; localização ou proprietário atual; proveniência (histórico dos proprietários); histórico de exibições; condições de conservação; bibliografia; ensaios sobre o artista; descrição completa da obra; assinaturas, inscrições e monogramas do artista; reproduções de cada obra; lista de obras atribuídas, perdidas, destruídas e falsas;  números de catálogo. Várias bibliotecas da Universidade de São Paulo têm em seus acervos esse tipo de fonte de informação. Para descobrir em quais delas, basta entrar no Banco de Dados Bibliográficos da USP – Dédalus e fazer a busca pela expressão “catalogue raisonnée”.

Catálogos de Exposições

Os catálogos de exposições são fontes de informação fundamental para o pesquisador de arte. Alguns catálogos de exposições importantes são edições luxuosas e bem cuidadas, contendo textos de curadores e especialistas no assunto da exposição. Outros são apenas folhetos de poucas páginas que registram a exposição. Entretanto, muitas vezes a única informação disponível sobre um artista ou uma obra está num desses folhetos.

Possuem acervos importantes de catálogos de exposição as seguintes bibliotecas: Museu de Arte Contemporânea (USP), Escola de Comunicações e Artes (USP), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (USP), Instituto Itaú Cultural; Pinacoteca de São Paulo; Fundação Bienal de São Paulo.

Catálogos de Leilões

Os catálogos de leilões apresentam obras que estão em acervos privados, portanto não disponíveis ao público em geral. Trata-se de fonte de informação preciosa para pesquisa de obras que ainda circulam nessas esferas privadas.

Revistas Especializadas

As revistas da área, acadêmicas ou não, estão entre as fontes mais importantes para o pesquisador. A maioria das instituições que mantém coleções de revistas autorizam o acesso para consulta local e cópias de artigos. Entre os títulos mais importantes podemos citar: Afterimage, Art in America, Artforum, Artnews, British Journal of Aesthetics, Coloquio Artes, Connaissance des Arts, Critique d’Art, D’Ars, Flash Art, GAM, Gazette des Beaux-Arts, Humboldt, IDEA, Leonardo, October, L’Oeil, Parkett, La Revue de la Céramique et du Verre, La Revue du Louvre, Word and Image.

Quem tem: Biblioteca da ECA/USP, Biblioteca da FAU/USP, Biblioteca do MAC/USP, Fundação Bienal de São Paulo.

Material Efêmero

Os dossiês de artista são formados por documentos efêmeros tais como convites, programas, bilhetes, livretos, panfletos, catálogos, cartões postais, folheto de exposições, peças publicitárias, cartazes, recortes de jornal, cartões telefônicos, fotografias, informativos biográficos, bibliografias, marcador de página, agenda, ticket de exposição dentre outros.

Quem tem: Fundação Bienal de São Paulo.

 

BIBLIOTECAS E ARQUIVOS

Arquivo Histórico Wanda Svevo – Fundação Bienal de São Paulo

Biblioteca da Escola de Comunicações e Artes da USP

Biblioteca da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP

Biblioteca de Fotografia do Instituto Moreira Salles

Biblioteca Walter Wey e Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca de São Paulo

 

Anúncios